sábado, 11 de setembro de 2010

Crystal


Filha querida




Eu não sei se você reparou,
mas eu subi até a montanha mais alta.
Eu estudei as colinas mais pedregosas,
aprendi a passar por todas;
sofri,
claro que sofri,
mas fui voando,
e crescendo,
e sendo sempre a batalha não perdida.

Eu fui ver onde era o holocausto,
vi com meus olhos
toda a morte e toda a treva da dor.
Mesmo assim eu continuei a andar.

Eu vi todo o mundo que estava magoado,
mesmo que ninguém admitisse o pranto.
Eu vi onde estavam todas as lágrimas.
Tentei resgatar gota por gota,
mas já era tarde,
e algumas coisas evaporaram antes de eu chegar.
Mesmo assim,
lutar
em nome de algo maior,
que não sabemos ao certo o que é.

Eu salvei o amor dos braços do monstro.
Corri do inferno, que agora está amedrontado,
e trouxe até seus olhos o que há de mais belo.
Eu fui aonde ninguém foi pelos seus olhos
porque você tem o sol da revolução de mim.

Então,
quando ofereci,
você alegou que o mundo está a nos separar
quando na verdade é só a rua que precisa ser atravessada.
Quem veio já de outras dimensões
não teme dar mais alguns passos,
pingando romantismo e nostalgias diversas,
para finalmente abrir seus olhos
e precipitar a chuva da primavera,
quando tudo floresce como revelações.

Assim me construo,
chamo você...
Assim o poeta espera o dia,
sem alarmes,
porque o pior passou,
a poetisa venceu.
Outras batalhas virão,
é bem verdade,
mas nenhuma colocará em risco as descobertas que já temos,
as esperanças que já construímos.

Nenhuma batalha terá o poder
de acabar com os versos seus,
onde me fiz e me transformei,
e de onde me entrego
ao rumo determinado do seu coração. 

8 comentários:

  1. Nossa amiga parabéns pelo post, não esqueça de mandar o link, ok?
    beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Informática Online. Daienne.

    ResponderExcluir
  3. Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
    Um abraço e fique com DEUS.

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Emocionante composição. Receba meu carinho.

    ResponderExcluir
  5. VC ANDA CADA VEZ MAIS LINDA, CADA VEZ NAIS ILUMINADA POR DEUS.
    PARABÉNS XÊNIA PELO LINDO ESPIRITO QUE TENS

    ResponderExcluir
  6. Poesia a quem devo tantas glórias,
    serei de ti um eterno devedor,
    conduziste-me à maior de todas as vitórias,
    felicidade de encontrar meu grande amor

    ResponderExcluir
  7. Achei esse blog assim por acaso, assim foi o que pensei!! Mas ao ler essa poesia em especial, ela me arremete a sentimentos parecidos:
    Também subi montanhas...
    Sozinha,e vi muitos dos meus sonhos não se realizar...
    Deixei o tempo passar, pensando que ele (o tempo )podia me esperar.
    Parabéns pela coragem de publicar versos tão íntimos que só quem escreve pode entende-los com total profundidade.
    Abraços
    http://artesquebragalho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget