sexta-feira, 16 de julho de 2010

Fênix



Cansei do escuro!
Quero luz, câmera, ação.
Quero amor, quero paixão.
Quero ter você de verdade.

Eu não vou repartir você.
Vou abrir mão do estepe.
Sou arvore!
Não posso ser sombra.

Eu mereço o brilho dos holofotes.
Eu mereço o papel principal.
Sou a mocinha e não a vilã dessa historia.
Sou atriz principal.
Sou o enredo.
Sou o fim.

Eu amo e por que amo, encontrarei minha paz.
É festa agora! 
Chuva!
 Arco-íris!
Esperança!
 Vida! 
Estou viva!
Sobrevivi!
Vou mudar minha rota!

E viver muito...

Leilão



Quem quer comprar um coração?
Quem dá mais por um coração cheio de carinho e amor?

Quanto me dão? Quanto me dão por este coração?

Senhores, este coração é puro, sincero, doce e muito sensível.

Quanto me dão, quanto me dão?

Tenho aqui um coração de uma mulher sonhadora,
Que acredita que amar é possível.
Quanto me dão?
Quanto vale um coração?

Coração apaixonado pela vida...
Coração apaixonado pela natureza...
Dou lhe uma. Dou lhe duas. Quanto me dão?
E três. Vendido.


Comprador?
Desconhecido.

Feliz aniversário




É o seu aniversário...
Como quis poder cantar pra você a canção antiga.
É a comemoração da vida!
É dia de vitória, e outra vez não posso ir ao seu encontro.


Seu aniversario não é apenas um marco no calendário,
Pra mim é a própria seiva da vida,
Escorrida entre meus dedos,
Exalando, evaporando se longe de mim.

Como sinto ciúme disso tudo!
Como sinto raiva! 
Como sinto nojo!
Como sinto inveja das pessoas ao seu lado!
Sinto tanto, meu amor!

Outro ano de duras batalhas,
Outro ano de solidão se arrastou lentamente,
Outro ano de trabalho,
Outro ano de vida longe de seu calor.

Tudo passa menos essa dor de amar.
Tudo é vitória, menos essa triste solidão.
Parabéns para você,
Parabéns para nós  que
Vencemos mais um ano de espera.
Ocorreu um erro neste gadget