segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Acima de tudo o Amor



“Agora, portanto, permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. A maior delas, porém, é o amor.” ( 1 Cor, 13, 13)

Nunca se tem o verdadeiro tempo
Para quem se diz amante.
Parece que o esquecimento
É muito mais importante.

As obrigações,
O trabalho,
Os estudos
- tudo
É sempre mais urgente
Que a pressa de amar.

Talvez seja outro romance
Talvez não seja em mim
Que pense, quando há tempo para isso.

Talvez seja preciso
Uma outra necessidade alimentar.

Não é egoísta o Amor
Mas por que vivo tão sozinha?

Hoje não há mais tempo para o Amor
Que tornou-se um frouxo compromisso
E sempre pode ser adiado.

Infelizmente, para minha derrota,
Não comungo esse desprezo pelo Amor.
Infelizmente, me ensinaram a amar
Acima de todas as coisas.


de Jaquelyne de Almeida Costa
Petrolina - PE - por correio eletrônico

3 comentários:

  1. SAUDADE (http://achylles.blogspot.com/)

    O que é isso que tanto dói à ausência?
    De onde vem essa tristeza imensa?
    Que estranho desejo meu vazio amplia?

    Terei eu existido sem essa essência?
    Porque sinto a perda do que nunca sacia?
    Que dor é essa síndrome de abstinência?

    ResponderExcluir
  2. noossa qiii versos lindoss!!
    adoreii msm diii coração!!
    bjss
    dudahh*-*

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget