domingo, 5 de julho de 2009

Minha Fantasia



O amor faz sangrar o meu peito,

Aquele onde mora meu louco coração.

Com veemência, acredito que ainda seremos um ,

Alegro-me e ainda sonho.

Sozinha, não há paz no leito de quem ama,

Há horas infindáveis,

Magoas, lagrimas e esperanças se misturam vagarosamente.

A espera do amado que nunca vem...

Arde a paixão em chamas,

Queima o corpo que me abriga em vão,

Não há ressonância,

Não encontro a direção.

Será que você virá apagar todas as chams?

Será que vou ser consumida por essas labaredas de paixão?

Neste vôo só há desilusão!

Com o tempo as varias mascaras caem,

E a realidade pode ser de uma dureza cortante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget