segunda-feira, 6 de julho de 2009

Meu Nome é solidão



Meu nome é solidão

Ando lentamente por esta estrada.

Não sei meu destino.

Não conheço o porquê desta dor.

Se eu te encontrasse perdido como estou...

Se pelo menos o amor fizesse você sofrer...

Se você me procurasse em seu leito...

Se eu visse você chorar...

Talvez eu acreditasse que valeu a pena sonhar,

Que a vida é para ser vivida e não sofrida.

Talvez a distância não machucasse tanto o meu coração.

Quem sabe você grita meu nome em silêncio?

Será que você pensa no nosso amor como algo que já passou?

Preciso encontrar a chave desta porta de aço.

Vou me libertar dos grilhões que me fazem escrava desse amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget