domingo, 5 de julho de 2009

Eta saudade!





Era tanta saudade como dizia a canção:

Mas restou a saudade

"...É , pra ficar
Ai, eu encarei de frente
Ai, eu encarei de frente, menina
Se eu ficar na saudade
E deixar
Saudade engole a gente
Saudade engole a gente, menina
Quis saber o que é o desejo
De onde ele vem
Fui até o centro da terra
E é mais além
Procurei uma saída
O amor não tem
Estava ficando louco
Louco, louco de querer bem
Quis chegar até o limite
De uma paixão
Baldear o oceano
Com a minha mão
Encontrar o sal da vida
E a solidão
Esgotar o apetite
Todo o apetite do coração..."

As canções que ouço acordam a saudade de você.

E num flash viajo e revivo toda nossa história.

Sinto pulsar todo amor em meu coração aflito.

De novo, intensa a mesma dor.

É a vida!

É o sonho se arrebentando na dura realidade.

Já não consigo tocar você,

Não sinto em mim o seu cheiro bom,

Olho em minha volta e me assusta a solidão.

Sinceramente não compreendo.

Honestamente não entendendo a ironia:

Eu amo e você também ama.

Eu choro e você também chora.

E essa vida insiste em separar nós dois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget